Coordenação: Juliana Cavalcanti, Marcos Caldas e Lair Amaro.

O legado de Jesus de Nazaré desdobrou-se em variados ramos que expressavam as experiências religiosas distintas que tiveram lugar após a sua morte. Com ênfases e demandas específicas, a pluralidade de vistas e as tensões intra e intercomunidades ajudaram a moldar a identidade cristã em oposição ao que era considerado divergente. Não obstante os esforços de harmonização das narrativas acerca das origens, o movimento inspirado em Jesus é mais bem definido como cristianismos.